[lang_pt]





O Jornalista em Construção. FIDALGO, Joaquim. Porto: Porto Editora, 2008. Este livro procura analisar o percurso histórico feito pelos jornalistas, sobretudo entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, com vista à afirmação da sua actividade como uma autêntica profissão, socialmente reconhecida e juridicamente legitimada. Numa primeira parte, faz-se uma breve abordagem teórica da sociologia das profissões e dos diversos paradigmas que, ao longo das últimas décadas, foram sendo objecto de estudo e de debate. Na segunda parte, percorre-se o caminho, nem sempre linear, feito pelos jornalistas em diversas latitudes e em diferentes contextos socioculturais, procurando definir e autonomizar o seu ofício por relação com outros ofícios da comunicação. A conclusão genérica sugere que este esforço de profissionalização dos jornalistas tem sido um processo difícil, contraditório, feito de avanços e recuos, de tensões e negociações permanentes, à medida de uma actividade cuja catalogação suscita ainda hoje algumas controvérsias.

Communication Ethics Now. Keeble, R. Leicester, UK: Troubador Publishing Ltd, 2009, 300 p. Enfrentamos crises enormes e talvez sem precedentes: o aquecimento global, a pobreza, a degradação do meio ambiente, o aumento do autoritarismo e do militarismo, entre outros. Para enfrentar essas questões, temos que ser capazes de dialogar, de comunicar bem, para romper divisões e fomentar a comprensão em lugar do ódio. E temos que atuar com imaginação e criatividadepara inspirar novas formas de comunicação. Esse é o contexto em que opera a revista trimestral Ethical Space: The International Journal of Communication Ethics. Este livro reúne trechos selecionados a partir do volume de 2005: interdisciplinar, internacional e filosifica e teoricamente eclético e arraigado a uma determinação para o enfoque das formas originiais das políticas urgentes, culturais e dos problemas ambientais de hoje em dia.

JORNALISMO FATOS E INTERESSES: Ensaios de teoria do jornalismo. GOMES, Wilson. Florianópolis: Posjor/UFSC – Insular, 2009. Dizer que a objetividade no Jornalismo não existe vem se tornando uma afirmação tão simplória quanto a crença em contrário que pretende criticar. Ao nos determos com mais atenção sobre o os conceitos de fato, de verdade, de perspectiva e de interesse, nos damos conta da complexidade destas questões que são centrais para a Teoria do Jornalismo. É o que faz este conjunto de textos do professor de Wilson da Silva Gomes, titular da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia. Aliando uma sólida formação filosófica com o bom senso de quem se debruça sobre o objeto de estudo sem preconceitos, este conjunto de ensaios avança em questões como os fundamentos morais da profissão, a ética jornalística e a opinião pública. São textos indispensáveis para quem procura superar as simplificações que tendem a povoar os imaginários profissional e acadêmico sobre o Jornalismo e a Mídia. O livro inaugura a Série “Jornalismo a Rigor”, lançada pela Editora Insular em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC

Transformar la televisión: otra televisión es posible. LEON, B. (org.) Barcelona: Comunicación social, 2008, -288 p. O livro apresenta as reflexões de especialistas em televisão durante a primeira edição do fórum de debate “Transformar la Tv”. A intenção é conseguir uma troca consistente que supere as múltiplas carências atuais e satisfaça as aspirações informativas, culturais e artísticas dos cidadãos. Este volume, redigido por especialistas espanhóis e latino-americanos, oferece ao leitor o panorama mais completo e atualizado sobre o fenômeno televisivo, na Espanha e na América Latina, a partir de uma multiplicidade de aspectos que conformam a realidade deste meio fundamental na comunicação de massa.





[/lang_pt]