É com grande pesar que a Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) e a Rede de Pesquisadores em Telejornalismo (TELEJOR) comunicam o falecimento, na noite do último sábado (6/11), vítima da Covid-19, do pesquisador Flávio Antônio Camargo Porcello, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e registram solidariedade aos familiares e amigos.

 

Profissional e pesquisador na área de Telejornalismo, Flávio Porcello foi um dos fundadores e primeiro coordenador da Rede TELEJOR, na qual se mantinha como pesquisador ativo, integrando também seu Conselho Consultivo, com grandes contribuições para o campo da pesquisa em Jornalismo e para a SBPJor. Jornalista formado pela UFRGS em 1977, fez mestrado (2001) e doutorado (2004) na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Organizou e publicou 13 livros na área, além de ter orientado 12 dissertações de mestrado e participado de mais de 60 bancas de mestrado e doutorado.

Como jornalista, foi repórter especial da TV Globo, SBT, RBS TV, TV Pampa e diretor de programação, de marketing e de relações institucionais da TVE do Rio Grande do Sul. Foi ainda diretor responsável pelas TVs universitárias da PUCRS (1998-2003) e UFRGS (2008-2012). Como repórter, também trabalhou nos jornais Zero Hora e Folha da Manhã e nas sucursais de Porto Alegre dos jornais O Globo, O Estado de S. Paulo e Gazeta Mercantil.

Mais do que as credenciais profissionais e acadêmicas que lhe renderam profundo respeito entre os pares, Flávio Porcello era dono de uma alegria contagiante, o que o fez cultivar enorme laços de amizade e solidariedade, sempre partilhando afeto e gentileza com as pessoas em seu entorno.

A cerimônia de despedida de Flávio Porcelo ocorre neste domingo (7/11) das 10h às 15h (horário de Brasília) na Avenida Porto Alegre, 320, Porto Alegre (RS).

Diretoria Executiva da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor)
Coordenação da Rede de Pesquisadores em Telejornalismo (TELEJOR)