[lang_pt]




Vestígios da travessia: Da imprensa à internet – 50 anos de jornalismo. MELO, José Marques de. São Paulo: Editora Paulus, 2009, 304 p. Na primeira parte, José Marques de Melo faz um relato autobiográfico, destacando episódios de sua trajetória, percorrida entre a comunidade sertaneja e a metrópole globalizada. Na segunda, o autor apresenta alguns textos publicados nos seus 50 anos de intensa travessia jornalística, que evidenciam as diferentes fases de sua atividade narrativa, desde os exercícios e aprendiz até as mais recentes expressões de maturidade. Este volume se completa com um inventário de sua produção jornalística, dispersa nos vários canais, nos quais se podem contemplar outras faces da vida intelectual o autor.

Teoria e Crítica do Discurso Noticioso: Notas sobre Jornalismo e Representações Sociais. CORREIA, João Carlos. Covilhã, Portugal: Editora Labcom, 2009. Este livro ensaia a possibilidade de um diálogo entre conceitos sociofenomenólógicos e a Análise Crítica do Discurso, ambas aplicadas ao campo do texto jornalístico. Assim, inscreve-se na área dos estudos jornalísticos, mais particularmente da Teoria da Notícia. Destaque-se que “Teoria e Crítica do Discurso Jornalístico” é o resultado de um trabalho pós-doutoral efetuado na sua maioria na Universidad Pompeu Fabra em Barcelona, com a inspiração de Teun van Dijk e de Miquel Rodrigo Alsina. O download do livro pode ser feito em: http://www.livroslabcom.ubi.pt/

Edição de Imagens em Jornalismo. FELIPPI, Ângela Felippi, PICCININ, Fabiana e SOSTER, Demétrio de Azeredo (Org.). Santa Cruz do Sul: Edunisc, 2008, 255 p. A compreensão do que representa editar imagens é assunto de primeira importância em jornalismo. À medida que a sociedade se complexifica, as técnicas e conceitos do jornalismo são redimensionadas na mesma proporção, o que requer olhares cada vez mais amplos de quem se insere neste processo. O livro busca discutir, neste contexto, o que significa editar imagens em jornalismo, com entradas para fotografia, televisão, telewebjornalismo, jornalismo móvel, infografia, ilustrações, assessoria de imprensa, design de capas e conteúdos de jornais e revistas impressos.

Ética no jornalismo. CHRISTOFOLETTI, Rogério. São Paulo: Editora Contexto, 2008, 128 p. O jornalismo é irmão siamês da ética e tem como objetivo servir à sociedade. Mas quem faz do jornalismo sua profissão nem sempre se depara com situações em que mocinhos e bandidos são fáceis de reconhecer. Às vezes as nuances são mais sutis. Deve o fotógrafo capturar a imagem de uma criança morrendo ou ajudá-la? Qual é a relação possível com a fonte? O repórter pode omitir sua identidade para conseguir uma boa informação? Em Ética no jornalismo, Rogério Christofoletti convida o leitor jornalista a se questionar o tempo todo, para que sua atividade não perca a razão de ser. O aprendizado de ética não se limita à sala de aula, mas este é um espaço privilegiado para a discussão do tema.

O percurso interpretativo na produção da notícia: verdade e relevância como parâmetros de qualidade jornalística. GUERRA, Josenildo. Sergipe: Editora UFS, 2008. O trabalho objetiva aproximar a reflexão teórica sobre o jornalismo ao saber prático da profissão e propor conceitos e parâmetros para a avaliação da qualidade dos produtos jornalísticos. No nível teórico o autor enfrenta a questão da objetividade no jornalismo, levando em conta a crítica à objetividade e à idéia de verdade feita no campo das ciências humanas; no nível do saber prático, ele aborda as técnicas que irão orientar o jornalista na condução do percurso interpretativo. Dessa discussão, o livro passa ao estudo do ambiente das organizações jornalísticas e do jornalismo como prática social e profissional.





[/lang_pt]